Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bebê encontrada em ponto de ônibus no Oeste recebe alta médica

A recém-nascida encontrada abandonada às margens da SC-157 em Quilombo, já recebeu alta hospitalar e se recupera bem. A informação foi confirmada nesta quarta-feira, dia 23, pela Polícia Civil que investiga o caso.

Um inquérito policial foi instaurado pelo delegado Alexander Meurer, da Delegacia de Polícia Civil de Quilombo para apurar as circunstâncias do abandono e identificar os pais da pequena. Ela foi levada ao Hospital São Bernardo para avaliação médica, ainda na tarde de terça-feira, dia 22.

O delegado adiantou que a polícia conta com poucas informações sobre o caso, mas detalhou que a menina teria sido abandonada por ocupantes de um caminhão antigo, que parou no local por cerca de 10 minutos, por volta das 9 horas da manhã de terça. Depois, seguiu viagem em direção a Chapecó.

Uma moradora de uma propriedade da região disse ter visto o veículo parado no local. Por ser uma rodovia bastante movimentada, a mulher achou aquilo normal, e não deu atenção. No entanto, logo em seguida, um de seus cachorros começou a latir na direção do ponto de ônibus. Como os latidos não cessavam, ela decidiu ir até o local verificar o que estava acontecendo.

Assim que chegou próximo ao ponto de ônibus, a mulher percebeu que a menina estava enrolada a um pano, ainda com a placenta e o cordão umbilical junto ao corpo. Assustada, ela pegou o bebê e levou até sua residência. Assim que chegou em casa percebeu que o bebê era uma menina. Para alimentar a bebê, haja visto que não havia leite em casa, a mulher fez um chá.

Na comunidade não há sinal de celular, por essa razão, segundo seu relato à polícia, ela não pode entrar em contato com a Polícia Militar e isso só se fez na parte da tarde, quando o irmão dela chegou em casa e conseguiu  se deslocar até um ponto que som sinal telefônico, por volta das 14h30.

A menina foi avaliada pela equipe do Hospital São Bernardo. Segundo os primeiros exames clínicos realizados pela médica plantonista, a bebê é saudável e está em perfeitas condições de saúde. Ela já foi liberada da unidade.

“Essa criança agora vai ficar na responsabilidade da Assistência Social da Infância e Juventude do município e vai para a Casa Lar”, explicou o delegado Meurer. Também foi acionado o Conselho Tutelar que acompanha o caso.

 

|Por Oeste Mais com informações ND+

 

Deixe seu comentário:

Menu

Curta no Facebook

Equipe