Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: Violada Sertaneja

Das 05:00 as 06:00

Santo Dellazzari
No comando: Alvorada Sertaneja

Das 06:00 as 08:00

Maria Eduarda Canesso
No comando: Alvorada Sertaneja

Das 06:00 as 08:00

Maria Eduarda Canesso
No comando: Show da Manhã

Das 08:00 as 11:30

Santo Dellazzari
No comando: Show da Manhã

Das 08:00 as 11:30

Maria Eduarda Canesso
No comando: Xavantina em Foco

Das 11:30 as 12:30

No comando: Transformando Vidas

Das 12:30 as 13:30

No comando: Sintonia da tarde

Das 13:30 as 16:30

Santo Dellazzari
No comando: Músicas do Sul

Das 16:30 as 19:00

No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

Givanildo De Biasi
No comando: Quinta Legal

Das 20:00 as 23:00

Lorivaldo Muller
No comando: Estação 104

Das 20:00 as 23:00

Santa Catarina contabiliza 37 mortes por gripe neste ano.

Compartilhe:
saude-santa-catarina-contabiliza-37-mortes-por-gripe-neste-ano-2

Pelo menos 37 catarinenses morreram por gripe nos primeiros sete meses deste ano, é o que aponta o relatório da  Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive-SC). Praticamente todos os óbitos foram causados pela gripe A, apenas um foi pelo vírus influenza B. Neste ano, a maior parte das mortes, 18 delas, foram causadas pelo subtipo H1N1.

 

Dos 37 óbitos por influenza em Santa Catarina, 29 (78,4%) apresentaram algum fator de risco. A maior parte deles eram idosos, que responderam por 17 mortes, seguido dos doentes crônicos, com cinco.

 

Essas mortes confirmadas acometeram pacientes residentes em 24 municípios catarinenses: Florianópolis e São José, com quatro óbitos cada; Jaraguá do Sul com três; Barra Velha, Blumenau, Itajaí, Joinville e Vidal Ramos, com dois óbitos cada; Antônio Carlos, Araquari, Balneário Barra do Sul, Canoinhas, Guatambú, Içara, Imbituba, Lages, Leoberto Leal, Nova Trento, Palhoça, Pomerode, Rio do Sul, Rio Negrinho, São Miguel da Boa Vista e Videira, com um cada.

No total, foram 359 internações pela doença no Estado, o que representa um aumento de 18% em relação ao total registrado no ano passado, quando foram 303 casos graves. No ano passado inteiro foram 39 mortes pela doença.

 

As cidades catarinenses com maior número de casos são Florianópolis com 38 casos; Joinville com 29 casos; Tubarão com 23 casos cada; Criciúma com 22 casos; Blumenau com 20 casos; São José com 19 casos; Chapecó com 15 casos; Itajaí e Jaraguá do Sul com 10 casos cada .

 

Prevenção contra a gripe é essencial

 

Além da vacinação, há outras ações de prevenção contra gripe que devem ser mantidas. É importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou utilizar o álcool gel e evitar tocar os olhos, a boca e o nariz após o contato com essas superfícies.

 

Ficar atento aos sintomas da gripe, que, em geral, são febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, cansaço e dores musculares também é essencial.

 

Quem estiver com febre alta, tosse e falta de ar deve procurar uma unidade de saúde em até 48 horas. O tratamento precoce com medicamentos antivirais ajuda a evitar a evolução para formas graves que podem levar a internação e ao óbito.

.

Informações Oeste mais.

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook