Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

No comando: Violada Sertaneja

Das 05:00 as 06:00

Santo Dellazzari
No comando: Alvorada Sertaneja

Das 06:00 as 08:00

Maria Eduarda Canesso
No comando: Alvorada Sertaneja

Das 06:00 as 08:00

Maria Eduarda Canesso
No comando: Bom Dia Xavantina

Das 08:00 as 12:00

Santo Dellazzari
No comando: Bom Dia Xavantina

Das 08:00 as 12:00

Maria Eduarda Canesso
No comando: Comunidade em Foco

Das 12:00 as 12:30

No comando: Transformando Vidas

Das 12:30 as 13:30

Santo Dellazzari
No comando: Show de Bandas

Das 13:30 as 14:30

No comando: Toca Tudo

Das 14:30 as 16:00

No comando: Top 104

Das 16:00 as 17:00

Santo Dellazzari
No comando: Sertanejão 104

Das 17:00 as 18:00

Santo Dellazzari
No comando: Encontro com Gaúchos

Das 18:00 as 19:00

No comando: Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

Givanildo De Biasi
No comando: Quinta Legal

Das 20:00 as 23:00

Lorivaldo Muller
No comando: Estação 104

Das 20:00 as 23:00

Quatro shows irão marcar os 54 anos de Xavantina

Compartilhe:
001

A Administração Municipal está trabalhando na organização do evento que irá marcar os 54 anos de emancipação político-administrativa de Xavantina.

A programação que simboliza o reconhecimento histórico do município foi programada pensando na participação de todos os munícipes.

Na sexta-feira, dia 02 de fevereiro, data que marca o aniversário de Xavantina, a programação inicia às 19h com a cerimonia de abertura da 9ª Olimpíada Municipal; às 21 show com Chiquito e Bordoneio e às 23h30 show com Coração Gaúcho na Praça Anita Garibaldi.

No sábado, 03, também na Praça Anita Garibaldi, show com a dupla Diego e Gabriel às 21h e às 23h é a vez da Banda Brilha Som subir ao palco.

No domingo, dia 04, haverá o tradicional Almoço da Carne Suína no Centro Comunitário da Sede.

As crianças também terão um espaço especial na programação do aniversário de Xavantina. Na sexta, dia 02, e no dia sábado, 03, durante à tarde haverá brinquedos infláveis na Praça Anita Garibaldi.

Programação da 9ª Olimpíada Municipal

54 anos de emancipação político-administrativa…

Com a chegada dos primeiros imigrantes de origem ítalo-brasileira procedentes do Rio Grande do Sul se estabelecendo sobre o traçado original dos lotes da colônia Rio Branco, em 1920 iniciou-se o povoamento da localidade de Anita Garibaldi. Esta colonização se estruturou ao longo da estrada de ferro, recém-construída, vinda de São Paulo em direção ao Rio Grande do Sul por intermédio de empresas colonizadoras particulares. De acordo com registros, as primeiras famílias que se estabeleceram em Xavantina foram: Broetto, Balbinot, Criveletto, Zanandréa e Lecardelli.

O processo que levou à emancipação de Xavantina teve ponto de partida à instalação, na localidade de Anita Garibaldi, o Posto de Arrecadação, criado pelo Decreto nº 6, de 15/02/1955, na Prefeitura Municipal de Seara, tendo sido nomeado como exator, no dia de sua implantação, 06 de março de 1955, o Sr. Octávio Urbano Simon.

No ano de 1963, originou-se um movimento junto à Camara de Vereadores de Seara para a emancipação do distrito de Xavantina. Em 16 de novembro de 1963, foi aprovada a resolução, criando assim o Município de Xavantina, desmembrando de Seara. Tal resolução foi encaminhada para a Assembleia Legislativa de Santa Catarina para homologação com seguinte documentação:

-Certidão da Prefeitura de Seara datada de 11 de novembro de 1963, subscrita pelo prefeito Sr. Clayton Wosgrau, em quem, a pedido do vereador Achyles Luiz Fazolo, que certificava a arrecadação Municipal realizada no Distrito de Xavantina;

-Certidão do IBGE, datada de 08 de novembro de 1963, certificando a população do Distrito de Xavantina, compreendido por sua sede e as localidade; Passo das Antas, Guararapes, Pinhal Preto, Reduto, Rondon, Pinhalzinho, Linha Tiradentes, Alto Irani, São Izidoro, Linha Trevisan, Santa Terezinha, Linha das Palmeiras, Linha Girotto, Quatro Irmãos, Sete de Setembro, Plano Alto, Barra das Águas, Nossa Senhora Medianeira, Divisa das Águas, São Miguel e Linha Mosconi, era de 11.200 habitantes;

-Certidão do Posto de Arrecadação Estadual, datada de 06 de novembro de 1963, que constava os valores  mensais de arrecadação durante os exercícios de 1962 e 1963;

-Relação numérica e nominal dos eleitores do Distrito de Xavantina, datada de 05 de novembro de 1963 e subscrita por 321 eleitores.

Em data de 13 de Dezembro de 1963, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina, Deputado Ivo Silveira, sancionou a Lei nº 945/93, criando o Município de Xavantina.

No dia 02 de fevereiro de 1964, tendo por local o salão de festas da Sociedade Esportiva e Recreativa Rio Branco, na cidade de Xavantina, sob a presidência do Dr. Celso Gomes de Castro, juiz de Direito da Comarca de Concórdia, em sessão solene, precedeu-se a instalação oficial do Município. Foi nomeado como primeiro prefeito, Sr. Octávio Urbano Simon.

Pela Lei Estadual nº 946 de 13 de dezembro de 1963, é criado o distrito de Linha das Palmeiras e anexado ao município de Xavantina. Em divisão datada de 31 de dezembro de 1963, o município é constituído de 2 distritos: Xavantina e Linhas das Palmeiras. Assim permanecendo em divisão datada de 2003.

Existem duas versões da origem do Topônimo Xavantina: nome dado às indiazinhas pertencentes às tribos de índios Xavantes; ou homenagem a um colonizador, Sr. Possan, proprietário do primeiro automóvel, que possuía terras em Nova Xavantina, cidade do Mato Grosso.

Hoje o município de Xavantina é composto por 15 comunidades religiosas e um distrito: Alto Irani, Divisa das Águas, Guararapes, Medianeira, Passo das Antas, Pinhal Preto, Plano Alto, Quatro Irmãos, Reduto, Rio Claro, Santa Terezinha, São Miguel, São Sebastião, Sete de Setembro, Tiradentes e o distrito de Linha das Palmeiras.

Segundo as Informações buscadas no sítio do IBGE-Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Xavantina possui 4.142 habitantes, pelo censo de 2010.

Informações extraídas do Livro História e Memórias de Xavantina.

 

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook